sábado, 26 de julho de 2014

Sejamos como as flores...


“Mestre, queria lhe perguntar algo: como faço para não me aborrecer com as pessoas?
Algumas falam demais, outras são maldosas e invejosas. Algumas são indiferentes. Não gosto das que são mentirosas e sofro com as que caluniam”.
“Viva como as flores”, advertiu o mestre.
”
Mas como? Como é viver como as flores?”, perguntou a jovem.
“Repare nestas flores” continuou o mestre, apontando os lírios que cresciam no jardim.
“Elas nascem no esterco, entretanto são puras e perfumadas. Extraem do adubo malcheiroso tudo que lhes é útil e saudável, mas não permitem que o azedume da terra manche o frescor de suas pétalas.
Não é sábio permitir que os erros e defeitos dos outros a impeçam de ser aquilo que Deus espera de você”.
Precisamos entender que os defeitos deles, são deles e não seus.
Se não são seus, não há razão para aborrecimentos. 
Exercitar a virtude é rejeitar todo mal que vem de fora. Isso é viver como as flores.
Você não precisa focar nos erros alheios, justificando assim sua insatisfação com a vida e as circunstâncias.
Tire a boa parte do adubo que chega até você!
Seja uma flor cujo aroma é agradável aos que estão ao seu redor. Exale esse bom perfume…
Não deixe que o seu foco esteja no adubo.
PS. Recebi esse texto e achei lindo, pena que não encontrei ainda o autor.
Taiane Alcantara

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Regras do Templo de Salomão

Regras para entrar nos Santos dos Santos!
Não se choque com as regras; toda e qualquer  reverência com este lugar é  pouca...

Mal posso esperar para estar  lá dentro!


Taiane Alcantara

terça-feira, 15 de julho de 2014

A sunamita- parte 2

Hoje eu estava pensando... A sunamita foi muito abençoada, e a única coisa que ela fez, foi servir a um homem de Deus; ela não ofereceu ofertas, não sacrificou animais; não existia razões comuns para que Deus a abençoasse...  Descubra mais uma das virtudes dessa mulher.


Hospitalidade
Façamos-lhe, pois, um pequeno quarto junto ao muro, e ali lhe ponhamos uma cama, uma mesa, uma cadeira e um candeeiro; e há de ser que, vindo ele a nós, para ali se recolherá.
E sucedeu que um dia ele chegou ali, e recolheu-se àquele quarto, e se deitou.
2 Reis 4:10


Ela além de ter bons olhos, como eu disse no post anterior, ela foi hospitaleira. Ela em acordo com seu esposo, fez um quarto com uma cama, uma mesa, uma cadeira e um candeeiro para Elizeu; falando assim não parece muita coisa, porém naquela época isso era muito luxuoso, ela não só fez por um homem de Deus, mas ela deu o melhor que podia...
Seja como ela: Faça o seu melhor sempre, e não só para quem está acima de você, mas para quem está 'abaixo' também...
Hospitalidade é uma característica muito estimada e uma mulher que a possui, sem dúvidas é de uma graciosidade imensa.
Taiane Alcantara...